Segunda edição da Ópera da Serra da Capivara: mix de cores, músicas e sons

A Primeira noite da segunda edição da Ópera da Serra da Capivara emocionou os espectadores com o Ato Krahô. O Público vivenciou rituais indígenas que se intercalavam entre o dia e a noite. Para compor o espetáculo, o cenógrafo Felipe Guerra contou com a  “Companhia Vocal Enrico Nery”,dirigida por Enrico José Nery Rodrigues, artista plástico premiado, regente de corais com mais de 30 anos de experiência, compositor, arranjador e intérprete.

” Esse Coral é bem experiente, tem a frente o  Enrico, experientíssimo, e que já ministrou workshops na Holanda e em várias cidades do Brasil. Essa Cia Vocal já se apresentou em várias cidades do nosso país e  também do exterior. Foi premiada diversas vezes no Mapa Cultural Paulista, já fêz turnês por várias cidades da Holanda, enfim, e aqui conseguiram atingir o objetivo deles, que foi trazer para o palco da Ópera da Serra da Capivara um universo de cores, ritmos e vozes que nos remetem sem escalas ao universo indígena brasileiro”, afirmou Felipe Guerra.

Em seguida o público se deliciou ao som da cantora curitibana Rayssa Fayet, que encantou a todos com sua beleza, voz e sons que emite pela boca, dando sonoridade de diferentes instrumentos musicais. “Eu participei na primeira edição do evento, da Ópera na cidade, em São Raimundo Nonato e foi muito bom, muito bacana. Esse ano fui convidada pra me apresentar aqui no anfiteatro da Pedra Furada e durante o show eu frisei que o amor chegou na Serra da Capivara, o amor está aqui, é tudo muito mágico”.

  Rayssa é Ativa participante de festivais no Brasil e em outros Países, já ganhou vários prêmios como interprete e compositora, sendo inclusive selecionanda como um dos talentos da América Latina para participar do RED Bull Music academy bass camp, no Chile.

Fechando o espetáculo desta quinta-feira (18) o público teve o prazer de prestigiar a Noite de Orféu de Tony Garrido, inspirado no espetáculo, Orfeu da Conceição de Tom Jobim e Vinicius de Moraes, de 1954.

Toni Garrido traz para o Palco da Ópera da Serra da Capivara, um dos períodos mais marcantes  da música brasileira. “É uma alegria minha poder tocar, trazer esse projeto do Orfeu pro Piauí e eu tô realizando esse ano  um sonho muito legal”.

Toni Garrido levou para o Palco do Ópera da Serra da Capivara, um dos períodos mais marcantes  da música brasileira. Novos arranjos, novos instrumentos e muita elegância, interpreta as pérolas da bossa nova  acompanhado por músicos extarordinários.

A Ópera da Serra da Capivara é um evento da jornalista Sádia Castro realizado em parceria com a Prefeitura de São Raimundo Nonato, apoio da Prefeitura de Coronel José Dias e patrocínio da Caixa Econômica Federal (CEF).

Deixe sua opnião