Polícia prende suspeito de assassinar mulher e ocultar cadáver em São Raimundo Nonato

Em confissão, o suspeito declarou que matou a mulher porque ela havia invadido sua residência. A Polícia Civil não deu maiores detalhes sobre o grau de proximidade entre suspeito e vítima.

Na noite de segunda-feira (01/10), um homem  identificado como Francisco dos Santos, conhecido como “Chiquinho Tatuador”, foi preso em uma ação conjunta das Polícias Civil e Militar na cidade de São Raimundo Nonato. Ele é suspeito do assassinato de Maria Rosamélia da Conceição, conhecida como “Didi” ocorrido na sexta-feira (28). A prisão aconteceu por volta das 22h.

Maria Rosamélia da Conceição, conhecida como “Didi”.

De acordo com a delegada Cíntia Vasconcelos, titular da Delegacia de São Raimundo Nonato, o corpo foi encontrado na segunda-feira (1º) por volta do meio-dia, quando os policiais foram informados da presença de um corpo em avançado estado de decomposição no bairro Cruzeiro.

Marcas de sangue na geladeira da residência.

“Quando os policiais chegaram ao local, havia um rastro que ligava o corpo até a residência do suposto autor do crime. Havia marcas de sangue na geladeira da residência. Os policiais começaram a fazer diligências e ontem conseguiram prender o suspeito”, declarou.

Ele foi conduzido para a delegacia, onde confessou, antes de prestar depoimento oficial, a autoria do crime. “Ele me confessou que cometeu o ato porque ela teria invadido a residência dele. Afirmou que quando chegou em casa na sexta-feira, ela estava no local e ele a agrediu com violência”, disse.

De acordo com a delegada, tanto vítima quanto suspeito eram usuários de drogas e possuíam envolvimento com o tráfico na região.

Deixe sua opnião