Niède abre encontro e alerta: ‘Serra da Capivara é única esperança da região’

629

A arqueóloga Niède Guidon abriu nesta terça-feira (24) o encontro em São Raimundo Nonato afirmando que o Parque Nacional Serra da Capivara é a “única esperança” para combater a pobreza da região. O ministro da Cultura, Paulo Freire, participa amanhã do evento que vai discutir a gestão compartilhada do parque. O encontro acontece de hoje até sexta-feira, dia 27.

Além do ministro, participam ainda do encontro a presidente do Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional), Kátia Bogéa e representantes do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade.

O objetivo é elaborar uma minuta de acordo de cooperação para a gestão compartilhada no parque. A ideia é evitar crise financeira como ocorreu ano passado, chegando a comprometer a manutenção do local.

Veja o que Niède disse: 

“A beleza da Serra da Capivara é uma coisa sem igual, pelas suas paisagens, pela riqueza que o homem pré-histórico nos deixou e agora vamos organizar tudo para que juntos com o ICMbio, Iphan e a fundação possamos garantir a conservação desse patrimônio, sobretudo da manutenção dessa estrutura do parque, que é uma coisa única, considera pela Unesco como uma das melhores. Isso vai trazer recursos para a região para que não tenhamos mais essa situação de necessidades, da seca e falta de recursos, pois única esperança para essa região é a Serra da Capivara. Obrigada todo mundo e vamos em frente”.

Niède, que tem 83 anos, foi ao encontro caminhando com ajuda de uma bengala. Ela deu boas vindas aos convidados.

60% das famílias que vivem lá não conhecem o parque

A vice-governadora, Margarete Coelho, classificou como um momento histórico e que o resultado da reunião vai ser um divisor de águas para a região.

Margarete divulgou na abertura do evento o resultado da pesquisa que aponta que 60% das famílias que vivem no local nunca visitaram o parque Serra da Capivara.

“Estamos trabalhando para trazer o turista de fora, mas precisamos fazer o dever de casa, fazer o turismo local, levar o estudante para dentro do parque, levar pessoas para conhecer o parque pra se sentirem também responsáveis por ele”.

Flash Yala Sena

Deixe sua opnião