Piauiense é aprovado no Instituto de Tecnologia de Massachusetts; VEJA

O jovem Rogério Guimarães Júnior, 18, foi aceito no Massachusetts Institute of Technology (Instituto de Tecnologia de Massachusetts) que fica em Cambridge, nos Estados Unidos. Ele é filho do auditor fiscal da Secretaria de Fazenda do Piauí e carrega o nome do pai.

Nascido em Teresina, estudou no Instituto Dom Barreto até o 9º ano. Depois pediu aos pais para ser transferido para o Farias Brito, em Fortaleza, onde concluiu o ensino médio.

Rogério Júnior é uma sumidade em matemática e computação, e já coleciona cerca de 18 medalhas em olimpíadas nacionais e internacionais (“Quantas são mesmo?”. “Mano, não lembro. Vou ter que contar”, diz, sorrindo).

continua depois da publicidade

A próxima olimpíada irá acontecer no Irã, entre os dias 28 de julho e 4 de agosto, onde representará, claro, o Brasil.

O resultado para o MIT saiu no último dia 14 de março. É tradição na instituição a divulgação dessas seleções ocorrer no dia 14/03, ou 3/14, no calendário americano, por ser considerado O Dia do pi – sendo o pi, a décima sexta letra do alfabeto grego, mas que na matemática representa a relação entre o perímetro de uma circunferência e o seu diâmetro.

Para ingressar no MIT, Rogério Júnior teve que se submeter a um teste de fluência em inglês, ainda a testes de matemática, redação e física – esta última escolhida por ele.

Nas redações ele tinha que escrever respondendo a perguntas sobre o que fazia por prazer ou algo que já deu errado na sua vida, por exemplo.

Também tinha que informar atividades extra-curriculares, como futebol, trabalho voluntário (tem peso nas faculdades americanas, diferente das do Brasil, que foca somente no resultado de um teste).

Além de apresentar honrarias e premiações, quesito apropriado para ele deixar transbordar as inúmeras olimpíadas que já participou e melhor, venceu.

Por último, foi submetido a uma entrevista, feita pela internet, e apresentou cartas de recomendação de dois professores e de um coordenador. Pronto.Foi aceito.

MAIS… MUITO MAIS…
Mas o MIT foi somente uma das aprovações conquistadas por Rogério Júnior no exterior.

“Passei também em Stanford, British Columbia e Harvey Mudd College”, conta.
“E qual você vai escolher?”. “Ainda não sei”, responde. “Estou decidindo entre MIT e Stanford”, complementa.

A British Columbia fica no Canadá.

Ao todo ele concorreu para 11 universidades, todas as demais americanas.

Rogério Júnior quer usar a tecnologia voltada para a educação, além de mergulhar nos estudos da inteligência artificial.

Seu sonho é que as pessoas mais pobres tenham acesso à educação de graça através do uso da tecnologia.

Seria um mundo mais igual.

_O piauiense Rogério Júnior, 18, durante premiação na Olimpíada Internacional de Informática (International Olympiad in Informatics) que ocorreu em Kazan, na Rússia.
rogerio-1.png

Blogueiro: Por Rômulo Rocha – De Brasília

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo