Piauí lança cadastro para traçar o mapa da cultura

Em videoconferência no início da tarde desta quinta-feira, 23 de julho, o governador Wellington Dias (PT) lançou o Sistema de Cadastro Cultural do Estado (Sicac), que vai realizar um mapeamento dos artistas e manifestações culturais do Piauí, no intuito de nortear os programas governamentais do setor. O Sicac também será disponibilizado ao Governo Federal no sentido de auxiliar na seleção dos beneficiados pela Lei Aldir Blanc, que dará um auxílio aos produtores culturais do país.

“Este projeto tem o objetivo a proteção, apoio, auxílio aos agentes culturais. É um instrumento importante para que tenhamos uma atualização, acervo dos nossos artistas, agentes culturais, expressões culturais”, disse o governador.
Presidente do Conselho Estadual de Cultura (CEC), o advogado e escritor Nelson Nery Costa destacou que o órgão está em contato direto com os municípios para que o cadastro possa ser preenchido, ele ainda reverberou a necessidade da criação de uma Política Estadual de Cultura no Piauí.

“É muito importante essa iniciativa, tem uma repercussão nacional, os presidentes dos demais conselhos estão pedindo para participar e aprender; quero chamar a atenção que o Conselho vem num trabalho paralelo conversando com os prefeitos, contatamos a APPM e estamos fazendo uma correspondência a todos os prefeitos do Estado para que cada município possa fazer sua parte e complementar esse esforço do Estado”, disse.
Nelson Nery Costa ainda reforçou a necessidade dos prefeitos piauienses preencherem a plataforma Mais Brasil, para que possam ter acesso aos recursos liberados pela União para o setor cultural; a expectativa é que no próximo mês tais proventos possam ser efetivamente liberados.

continua depois da publicidade

“Reforçar também que esses recursos são advindos da Lei Aldir Blanc, a partir dos 25 os prefeitos podem entrar na Plataforma Mais Brasil e cadastrar seus municípios e a perspectiva de que no dia 06 de agosto os recursos já possam chegar aos municípios”, frisou.

O ex-secretário de Cultura e deputado estadual Fábio Novo (PT) integrou a solenidade e consolidou o papel que o cadastro terá na tomada de decisão do Poder Executivo quanto às ações culturais.
“É uma ferramenta simples, vai ser tudo virtual e agora vai ser necessário um grande processo de mobilização para fazer este cadastro”, afirmou.

Por sua vez, o secretário estadual de Cultura Carlos Anchieta sinalizou que o cadastro já está disponível no site da Secretaria de Cultura (www.cultura.pi.gov.br) e pode ser acessado pelos artistas para o eventual preenchimento.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo