Tiro acidental mata criança de cinco anos no Piauí; pai estaria limpando a arma

Uma criança de cinco anos foi morta com um tiro acidental na cabeça na noite desta segunda-feira (17). O caso ocorreu em uma residência na cidade de Barras, no interior do Piauí. De acordo com o sargento Sousa Barbosa, o disparo teria sido efetuado pelo pai da vítima, um empresário do ramo de lojas de construção, que estaria limpando um revólver.

“A PM foi acionada por volta de 21h. A informação inicial é que a criança tinha sido vítima de bala perdida. No local encontramos o pai, emocionalmente, abatido. Ao ser questionado, ele disse que estava limpando a arma que disparou e atingiu a cabeça da filha”, conta o sargento.

De acordo com a PM, o pai ficou em estado de choque. O crime ocorreu no quarto da residência. O sargento conta que o pai foi conduzido à delegacia.

“Sobre a arma, ele alegou que guardava em casa porque estava sendo perseguido por familiares por conta de uma herança. Essa foi a versão dele que será investigada pela Polícia Civil”, concluiu o sargento Sousa Barbosa.

PAI FOI PRESO

O delegado Marcelo Leal, da Gerência de Polícia do Interior (GPI), explica que o pai foi autuado por homicídio culposo e por posse ilegal de arma de fogo.

“Ele não tinha autorização para ter essa arma de fogo. Ao que parece, de fato, foi um homicídio culposo. O pai não teria intenção de matar a filha. O IML foi na cidade recolher o corpo e já foi liberado para a família. Ele se encontra preso aguardando uma decisão da Justiça e deve ser solto devido as circunstâncias. Foi um erro de procedimento com arma de fogo fatal. Nesse caso específico, ele pode receber o perdão judicial, uma vez que ele vai sofrer as consequências dessa tragédia por toda a vida”, esclarece o delegado Marcelo Leal.

Graciane Sousa

Botão Voltar ao topo
Fechar