Município de São Raimundo Nonato registra caso de meningite

1221

O Piauí está registrando números preocupantes no que respeita às notificações de casos de meningite em 2019. Números divulgados nesta quinta-feira (13) pela SESAPI (Secretaria Estadual de Saúde) apontam que o total de óbitos causados pela doença no Estado em 2019 já representa quase 50% do total registrado em todo o ano de 2018.

Foram seis óbitos em decorrência de meningite no Piauí de janeiro a 29 de maio deste ano. O número corresponde a 46% dos 13 contabilizados no ano passado. Os óbitos foram registrados nas cidades de Pedro II (dois) em Milton Brandão, Nazária, São Miguel do Tapuio e Teresina (uma morte em cada).

As notificações para casos da doença também são preocupantes. De acordo com a Sesapi, de janeiro a maio deste ano, já foram registrados 44 casos de meningite no Piauí (18% do total de 238 casos de 2018), em pacientes residentes no estado e em pessoas que vieram de outras regiões e se instalaram aqui. Teresina foi a cidade que mais apresentou notificações da doença: 39 casos, ou seja, 88,6% do total registrado no Piauí este ano. O Município de São Raimundo Nonato/PI registrou uma notificação.

Destes 44 casos, 10 são Meningite Não Especificada (MNE), seguido por 9 casos de Meningite Bacteriana (MP). Há também 5 casos de Meningite Viral (MV), 3 de Meningite Pneumocócica (MP) e 3 de Meningite Meningocócica com Meningococcemia (MCC). Os casos de Meningite por Tuberculose (MTPC) e Meningite por outras Etiologias (MOE) só constataram 1 caso de cada.

Conheça os Sinais e Sintomas da Meningite

 Meningite é uma inflamação das membranas que cobrem o cérebro, como explica a coordenadora de epidemiologia da Sesapi, Amélia costa, “a doença pode causar febre com dor de cabeça intensa, dor no pescoço que nós chamamos de rigidez de pescoço e vômitos em jato. Assim, em pose desses sinais e sintomas a pessoa precisa buscar a unidade de saúde e ter o cuidado para não se auto medicar”, pontua.

A coordenadora ainda relata que a meningite que causa mais preocupação é a bacteriana, pois pode levar ao óbito. Porém, não se tem vacina para este tipo meningite disponível para a população, por que o Ministério da Saúde está investindo nos grupos de risco que podem ser acometidas por essa doença. Sendo assim, apenas o tipo C, é disponibilizado para algumas pessoas.

“A vacina para Meningite Meningocócica, tipo c, está disponível em toda rede de saúde, mas não é para a população em geral, é sim para crianças menores de 4 anos. Onde a primeira dose é aos três meses, a segunda dose aos seis mês e a terceira dose que é um reforço. Temos também vacina para adolescentes  de 11 a 14 anos em dose única”, conclui.

Segundo a SESAPI, amanhã, (14) será divulgado dados atualizados.

Fonte: O Dia

Deixe sua opnião