Assunto: Wellington Dias participa do lançamento da candidatura de Haddad à Presidência

Em Curitiba, Wellington diz que 13 de Lula agora é 13 de Haddad

Governador e candidato à reeleição participou do lançamento da candidatura de Fernando Haddad à Presidência da República.

O governador e candidato à reeleição Wellington Dias (PT) participou nesta terça-feira (11), em Curitiba (PR), do lançamento da candidatura de Fernando Haddad à Presidência da República. O anúncio do nome de Haddad ocorreu porque o ex-presidente Lula ficou impedido de ser candidato pelo TSE, mesmo apesar da Organização das Nações Unidas (ONU) ter decidido que Lula tivesse os direitos políticos respeitados.

“Claro que eu gostaria de ter hoje a decisão Lula presidente. Infelizmente, a injustiça e a perseguição não permitiram. Não deixaram ele ser candidato. Mas Fernando Haddad é uma pessoa preparada e escolhido pelo próprio Lula para substituí-lo. Agora o 13 do Lula é o 13 do Haddad. Mas o compromisso é o mesmo. Queremos ter o direito de ser feliz de novo”, afirmou Wellington Dias. A deputada estadual do Rio Grande do Sul Manoela D´Ávila (PCdoB) foi escolhida a candidata a vice-presidente.

Pela manhã, a executiva nacional do partido se reuniu em um hotel em Curitiba. Haddad participou do encontro. Uma carta de Lula foi lida por Luiz Eduardo Greenhalgh, um dos fundadores do partido, na tarde desta terça-feira, na frente da sede da Superintendência da Polícia Federal, onde o ex-presidente está preso desde o dia 7 de abril.

No documento, chamado “Carta ao Povo Brasileiro”, Lula lamenta não poder participar da disputa eleitoral e mostra que está sendo injustiçado, pois foi incluído “artificialmente na Lei da Ficha Limpa”. Como não poderá ser candidato, ele pede no documento que os brasileiros votem em Haddad para que o Brasil volte a ser um país cujas ações de estado são voltadas para os mais pobres.

Deixe sua opnião