Hélio Isaias diz que possibilidade do consenso sempre foi analisada na Assembleia

O deputado estadual Hélio Isaias (Progressistas) revelou nesta quarta-feira (30), que a interferência do governador Wellington Dias foi essencial para que se chegasse a um consenso na eleição da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa do Piauí. O deputado, que até então era o único concorrente do atual presidente Themístocles Filho (MDB), abriu mão da candidatura em troca de espaços para aliados na chapa do emedebista.

“De domingo pra cá houve a interferência do nosso governador, que passou a discutir comigo e com o deputado Themístocles e outros partidos, a possibilidade de chegar ao consenso. A partir dai avançaram mais nas discussões internas sobre essa possibilidade”, disse em entrevista à TV Cidade Verde.

continua depois da publicidade

Hélio afastou qualquer possibilidade de desentendimento com Themístocles e ressaltou que a tese do consenso sempre foi abordada. “A nossa candidatura foi construída com proposta, assim como a candidatura do deputado Themístocles Filho. Nesse período não teve nenhum desentendimento entre a minha pessoa e a pessoa do deputado Themístocles. Além de ter as duas candidaturas, discutimos sempre a possibilidade do consenso. Foi uma campanha sem agressões”, afirmou.

O deputado, mesmo desistindo da disputa, continua defendendo a alternância de poder na Casa. “Eu sempre defendi que há uma necessidade da alternância na Casa, e meu objetivo quando coloquei meu nome foi de jamais arrancar o Themístocles da Assembleia. Eu defendo sempre a alternância, porque temos vários partidos”, declarou.

Hélio Isaias comentou ainda a candidatura de Nerinho (PTB), lançada após o consenso anunciado hoje. “O deputado Nerinho é um excelente parlamentar. É uma pessoa com quem tenho amizade e respeito. Era uma posição dele formada desde o início quando coloquei o meu nome. Nós respeitamos a candidatura dele”, finalizou.

A eleição na Assembleia acontece nesta sexta-feira, 1º de fevereiro.

Veja como ficou a chama de Themístocles:

Presidência – Themístocles Filho (MDB)
1ª vice-presidência – Fernando Monteiro (PRTB)
2ª vice-presidência– Dr. Hélio (PR)
3ª vice-presidência – Evaldo Gomes (PTC)
4ª vice-presidência  – Firmino Paulo (Progressista)
Primeira Secretaria – Fábio Novo (PT)
Segunda Secretaria – Marden Meneses (PSDB)
Terceira Secretaria – Flávio Júnior (PDT)
Quarta Secretaria – Coronel Carlos Augusto (PR)

Hérlon Moraes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo