Franzé Silva cobra medidas do MP Eleitoral contra a divulgação de fake news

O deputado estadual Franzé Silva (PT) apresentou, na quinta-feira (24), um requerimento encaminhado ao procurador titular da Procuradoria Regional Eleitoral (PRE), Marco Túlio Lustosa Caminha, pedindo medidas que inibam a realização e divulgação de pesquisas eleitorais que não atendam às exigências da lei e combatam a divulgação de notícias falsas, as fake news.

“Não dá pra gente ter, numa semana, uma pesquisa em que um candidato majoritário aparece com 11% à frente, e três dias, uma semana depois, aparece outra pesquisa em que o concorrente é quem está na frente com 20%. Isso é inadmissível, é indício de crime eleitoral antecipado”, se manifesta Franzé Silva, durante pronunciamento em sessão plenária da Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi).

continua depois da publicidade

O parlamentar assinala, ainda, que sua preocupação é que venha a ocorrer em 2022 os fatos ocorridos durante o processo eleitoral de 2018.

“As pesquisas falsas e fora das normas eleitorais e as fake news foram dois fatores que influenciaram, de forma perniciosa, a eleição de 2018. Não podemos, como políticos, deixar isso acontecer novamente, temos que cortar o mal pela raiz agora”, assevera.

Franzé também se manifestou sobre o problema das fake news, principalmente nas redes sociais.

“Precisamos ser firmes e diligentes no combate desses crimes. Precisamos da democracia saudável, o que só se alcança por meio de eleições limpas. O uso de pesquisas falsas, mentirosas, com dados distorcidos, e o uso das fake news maculam a eleição. Não queremos isso, o eleitorado brasileiro não quer isso”, frisa.

Paula Sampaio (Com informações da assessoria)

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo