Em Teresina, presidente Nacional da OAB alerta: ‘O País não pode andar para trás’

O presidente nacional da OAB, Carlos Lamachia, que participa de evento na sede da Seccional Piauí em Teresina nesta quinta-feira (8), afirmou que o país não pode retroceder por causa da reforma da previdência e que os direitos dos trabalhadores não podem ser prejudicados.

“O País não pode andar para trás. Devemos buscar uma solução para a questão da previdência, mas retroceder e prejudicar os trabalhadores, não”, declarou Carlos.

Brasília - O presidente da OAB, Cláudio Pacheco Prates Lamachia, durante coletiva fala sobre o senador Delcídio do Amaral (Valter Campanato/Agência Brasil)
Brasília – O presidente da OAB, Cláudio Pacheco Prates Lamachia, durante coletiva fala sobre o senador Delcídio do Amaral (Valter Campanato/Agência Brasil)

Ele afirmou que a OAB, como em todas as questões mais sérias do país de maior repercussão nacional, vai se manifestar, mas que vai esperar um estudo mais aprofundado sobre o projeto da reforma, porque disse que até hoje ele só sabe sobre o que foi apresentado à opinião pública no Congresso.

continua depois da publicidade

De acordo com ele, uma comissão interna está avaliando a matéria, para que OAB possa melhor se posicionar.

“De antemão somos contra as medidas que prejudiquem e retirem os diretos dos trabalhadores”, complementou.

O presidente está em Teresina hoje participando do fechamento das atividades da Caravana das Prerrogativas, que acontece na sede da OAB/PI.

Sobre o caso Renan Calheiros, ele disse que não vai discutir o mérito da questão, mas que acha perigoso quando uma ordem judicial não é cumprida, referindo-se ao ato do senador de não acatar a ordem do STF e deixar a presidência.

“É um momento de os poderes pararem para conversar e buscar um equilíbrio para sair desta crise”, destacou.
Flash de Ubiracy Sabóia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo