Pressione Ctrl + F5 e acompanhe as atualizações em tempo real

 

 
 
 

 

 
Publicado em 19/12/2008 - 12:57:25  

Tamanho da fonte:..

 

 

 
A farsa do ano novo
.
 
2009 já está aí. Toda aquela chatisse de final de ano está aí desde novembro já, cheia de parafernalhas e bugingangas e mensagens (quase sempre falsas, na maioria) acompanhando.

Ah, todo ano é a mesma coisa: tem gente que promete melhorar na escola, melhorar no emprego, melhorar na família, melhorar na comunidade, no governo, ser uma pessoa mais justa, participativa também para melhorar a sociedade, se esforçar para buscar o bem do coletivo e por aí vai. Mas quando passa a ressaca da festa da virada do ano, o indivíduo levanta-se e começa tudo de novo que foi feito no ano anterior.

Se é assim, que se dê então de vez uma descarga em todos estes sentimentos falsos e momentâneos. Mesmo que falso, que estes sentimentos durassem o ano inteiro então, não aparecessem apenas no final de cada ano. Tão igual a político que aparece apenas nas eleições e igreja pedindo dízimo.

Não quero ser pessimista - e não estou sendo -, mas, olhe ao seu redor: quantas vezes ao ano você vê esta harmonia, esta reconciliação, este sentimento, esta partilha, mesmo que falsa, em todos? Uma vez... Então no novo ano, depois que os "hormônios de final de ano" já baixaram, vem a baixaria: é grande (falso) líder fazendo merda, é norte-ameriano fazendo guerra ("...Se você já sabe quem vendeu aquela bomba pro Iraque, desembuche. Eu desconfio que foi o Bush. Foi o Bush..." - Companheiro Bush, Tom Zé), professor fazendo pouco, o aluno menos ainda, FUNAI fazendo nada e índio morrendo à míngua, fazendeiro lucrando, MST sofrendo, Amazônia acabando, e o planeta, ó: top-top-top. Sifú... E a gente não faz nada.

Nos confraternizamos no Natal, mas do lado de fora tem mendigo chorando, família desempregada, crianças com fome, jovens se drogando, matando e morrendo. Tudo um caos. E nós, dentro de casa, comendo o pobre do peru, que também faz parte desta massa marginalizada, celebrando o nascimento de Cristo, que nem foi no dia 25.

Vamos celebrar a nossa miséria, o falso amor, a piedade momentânea, o perdão com data de vencimento. Vamos brindar ao nosso estilo: com cachaça, beber, cair, levantar e tudo mais de medíocre que existir, e, logo depois, esquecer da miséria humana que reina lá fora.

Feliz Ano Novo (ou seria "Feliz Ânus Novo", pra gente poder aguentar tanta putaria?).



Por Marcos Rangel¹³, apenas mais um rapaz latino americano sem dinheiro no banco, sem parentes importantes e vindo do interior.
.
.
.> Esta notícia foi vista 947 vezes Imprimir

Dê sua Nota:

.

.

 

 
Comente esta notícia      

 
 Comentários pelo Facebook

.
Comentários pelo Site

    Sem comentários, Seja o primeiro a comentar

 

 

 

 

 

 

 
 
Outras notícias Facebook
 

 

Ver outras notícias

 
   
 
Publicidade

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

 

É permitida a reprodução de matérias deste Portal, desde que citada a fonte.   

 
 © Copyright 2006-2014 | SaoRaimundo.com
 Rua Virgilio Deusdará, 58 - Centro - São Raimundo Nonato/PI
 Email Editorial: redacao@saoraimundo.com
 Diretor: Darlan Ribeiro - darlan@saoraimundo.com

 
Fale Conosco:
Claro: (89) 9402-6177
Tim: (89) 9936-3764
Vivo: (89) 8115-0256