Neymar marca, e Brasil faz 3 a 0 na Áustria em último amistoso pré-Copa

No último amistoso da seleção brasileira antes da estreia na Copa do Mundo, o atacante Neymar mostrou novamente seu talento. Ele marcou um belo gol na vitória da equipe sobre a Áustria por 3 a 0, neste domingo (10), no estádio Ernst Happel, em Viena, na Áustria. Gabriel Jesus e Philippe Coutinho completaram o placar.

PUBLICIDADE

Assim, o Brasil encerrou com 100% de aproveitamento a reta final de preparação para o Mundial da Rússia. No último domingo (3), o time brasileiro venceu a Croácia por 2 a 0, em Liverpool.

Agora, a seleção viaja ainda neste domingo para Sochi, base de treinos na Rússia para a Copa do Mundo. No dia 17, enfrenta a Suíça, pela primeira rodada do Mundial.

Desde que assumiu o comando da seleção brasileira, Tite tem 17 vitórias em 21 jogos. O time ainda tem três empates e uma derrota -para a Argentina por 1 a 0 em 9 de junho de 2017, em amistoso realizado em Melbourne, na Austrália.

No amistoso contra a Áustria, a equipe de Tite encontrou dificuldades na etapa inicial para superar a marcação adversária, que usava um sistema defensivo com uma linha de cinco e outra de quatro mais à frente. O esquema se assemelha à da Costa Rica, segundo adversário do Brasil no Mundial da Rússia, marcado para o dia 22.

Rival da estreia, a Suíça tem uma formação um pouco diferente. Tem uma linha defensiva de quatro jogadores e atua com cinco na faixa central.

Para superar a retranca rival, o treinador brasileiro apostou na escalação de um quarteto com características ofensivas formado por Coutinho, Neymar, Willian e Gabriel Jesus.

Eles jogaram juntos pela primeira vez desde o início de uma partida. Antes, atuaram apenas na etapa complementar dos duelos contra Equador e Colômbia, pelas eliminatórias sul-americanas, e no amistoso contra a Croácia.

Neymar, que começou uma partida pela primeira vez desde o dia 25 de fevereiro, quando sofreu a lesão no quinto metatarso do pé direito, atuou pelo lado esquerdo do campo com movimentação para a faixa central.

Já Coutinho jogou centralizado e também caía pelo lado esquerdo, principalmente, para ajudar Marcelo, enquanto Willian atuou pelo lado direito do campo. Já Gabriel Jesus jogou mais avançado.

Com essa formação ofensiva, a equipe teve mais posse de bola, controlou o jogo, mas pouco criou na etapa inicial. As melhores chances foram em chutes de fora da área de Casemiro e Coutinho e numa infiltração de Paulinho, que recebeu livre e concluiu. A bola desviou no defensor Dragovic e tocou no goleiro Lindner, que espalmou para escanteio.

O gol saiu em um lance mais de sorte. Após cobrança de escanteio, Marcelo ficou com a sobra e finalizou da intermediária, a bola bateu na defesa rival e sobrou para Gabriel Jesus só tirar do goleiro e abrir o placar.

Já o sistema defensivo brasileiro correu pouco risco. A Áustria tentou jogar com bolas aéreas e não assustou. A melhor oportunidade foi em uma finalização de Arnautovic por cima do gol.

Na etapa final, a seleção brasileira deslanchou. Em ritmo de treino, fez mais dois gols. Aos 18 minutos, Neymar recebeu linda assistência de Willian, fintou o zagueiro e tocou na saída do goleiro.

Seis minutos depois, Philipe Coutinho deixou sua marca. Ele recebeu de Firmino, invadiu a área e colocou no canto.

Com a vantagem no placar, os jogadores brasileiros tiraram o pé em várias divididas. Tite fez seis alterações. Ele, inclusive, tirou Neymar aos 37 minutos do segundo tempo para a entrada de Douglas Costa.

As outras mudanças foram a entrada de Filipe Luís no lugar de Marcelo, Fernandinho na vaga de Casemiro, Marquinho substituiu Thiago Silva. Taison ainda entrou no lugar de Coutinho e Firmino na vaga de Gabriel Jesus.

ÁUSTRIA
Lindner, Dragovic, Prödl e Hinteregger; Lainer, Grillitsch, Schlager (Hierlander) ; Baumgartlinger e Alaba; Schöpf (Burgstaller) e Arnautovic
T.: Franco Foda
BRASIL
Alisson, Danilo, Thiago Silva (Marquinhos), Miranda e Marcelo (Filipe Luis); Casemiro (Fernandinho); Willian, Paulinho, Philippe Coutinho (Taison) e Neymar (Douglas Costa); Gabriel Jesus (Roberto Firmino)
T.: Tite
Gols: Gabriel Jesus, aos 38 min do primeiro tempo; Neymar, aos 17min do segundo tempo, e Philippe Coutinho, aos 23min do 2º
Cartões amarelos: Prodl, Schopf (AUT)
Estádio Ernst Happel-Stadion, em Viena (Áustria)
Árbitro: Viktor Kassai (Hungria)
Público: 48.500 pagantes

Deixe sua opnião