Hélio lamenta saída de Edson Ferreira da base

PARLAMENTARES SÃO ADVERSÁRIOS POLÍTICOS NA REGIÃO DE SÃO RAIMUNDO NONATO E ESTAVAM JUNTOS NO GOVERNO ESTADUAL.

O deputado estadual Hélio Isaías (Progressistas) comentou a saída do deputado estadual Edson Ferreira (PSDB) da base do governo de Wellington Dias (PT). Apesar de serem adversários políticos em São Raimundo Nonato, onde a mulher de Hélio [Carmelita Castro] derrotou o irmão de Edson [Avelar Ferreira] na disputa pela prefeitura em 2016, o deputado preferiu fazer elogios ao político e até lamentou que ele tenha saído da base aliada.

PUBLICIDADE

“Ele tomou a sua posição e respeitamos. É um grande parlamentar, uma grande liderança, de uma família de grande influência na região de São Raimundo Nonato. Não votou em 2014 com o governador Wellington Dias, em 2017 fez a opção do seu irmão [Avelar Ferreira] ser um dos coordenadores nas coordenadorias criadas no governo e durante um ano ficou na base. Agora ele tomou essa decisão de mudar de partido. Nós respeitamos e lamentamos pelo fato dele ter se afastado da base do governo porque é um grande parlamentar e uma pessoa de grande influência na região de São Raimundo Nonato”, disse.

Edson Ferreira argumentou, entre outras coisas, que deixou o governo porque não teve nenhum espaço administrativo na gestão, principalmente na região de São Raimundo Nonato, onde possui sua base eleitoral mais forte. Hélio Isaías, no entanto, acredita que a falta de espaço não tenha ocorrido com o grupo de Edson, mas com o partido dele.

“Esse espaço geralmente era dado para os partidos. Eu acho que a mudança dele do PSD para o PSDB já define tudo. Dentro da sigla partidária que ele foi eleito [o PSD] não houve esse retorno que ele esperava. Não creio que seja só uma questão de governo, mas uma questão dentro do partido e aí ele não teve a oportunidade que esperava ter”, avaliou.

Por Gustavo Almeida

Deixe sua opnião