Governador defende “chapão” na aliança proporcional para evitar racha na base

O governador Wellington Dias (PT) participou de solenidade no Hospital da Polícia Militar na manhã desta segunda-feira (14). No evento, o petista esteve “cercado” pelos aliados e defendeu o “chapão” para coligações proporcionais.

Lideranças do PT, PTC, Progressistas e MDB fizeram presença no evento. Ao lado de Wellington, os aliados pressionam por uma solução.

“Defendo às condições de uma chapa conjunta. Temos que levar em conta a regra das eleições e consideração que uma parte dos estaduais e federais são eleitos pelo crowdfunding eleitoral”, afirmou o governador.

Apesar da pressão dos aliados, o governador diz que está perto de um entendimento. Wellington coloca que é preciso manter a base forte.

“Estamos próximos de um entendimento. Eu diria que avançamos bastante em relação ao mês de abril. Eu quero neste mês de maio e começo de junho ter condições para podermos anunciar uma vontade do conjunto, dos líderes. Qual é a melhor chapa do ponto de vista do Piauí. Um time que tem a responsabilidade de um projeto de desenvolvimento do Estado. Temos um conjunto de líderes para saber qual a melhor alternativa para o senado, governador e vice, ou seja, todas as alternativas. Essa estratégia vamos fazer sempre pelo Piauí”, disse Wellington.

Sobre as conversas com o MDB, ele lembra que não importa o desejo de um só partido, mas de toda a base.

“Não estamos tratando com o MDB. Mas com todos os partidos. Não é possível ter o  entendimento apenas  com um partido, mas com um conjunto de partidos”, declarou.

Lídia Brito

Deixe sua opnião