Em meio à crise com MDB, Wellington Dias manda mensagem para o partido

    A disputa entre o PT e o MDB com relação à formação da chapa proporcional tem gerado uma crise na base do governador Wellington Dias (PT). Segundo informações de bastidores, alguns deputados da sigla defendem que se não for possível à formação do chapão proporcional, o partido deve romper com a base do governador Wellington Dias (PT).

    Durante evento na manhã desta sexta-feira (01), o governador falou sobre a crise e mandou uma mensagem para o MDB e os demais partidos da base. Segundo ele, a prioridade é seguir com a estratégia eleitoral que poderá resultar na eleição do maior número de deputados possíveis.

    Segundo os deputados do MDB, a única estratégia que poderá eleger 24 deputados governistas, é o chapão. “O que posso dizer para o MDB e outros partidos é que quero trabalhar nessa perspectiva de termos a unidade e organização de chapa estadual e federal por conta das regras. As regras asseguram que quem possui a maior acumulação de voto tem a condição de ganhar as vagas de sobra como são colocadas”, disse. Sem querer citar o termo “chapão”, Wellington defendeu a união do maior número de legendas possíveis.

    Essa posição é favorável ao MDB, mas entra em choque diretamente com o PT. O partido do governador quer seguir com chapa pura. Os petistas avaliam que se seguirem sozinhos conseguiram eleger cinco deputados. Com o chapão farão no máximo três.

    “Quero dizer aos partidos que vou defender o for melhor para o time. Como um técnico de futebol que tem que encaixar todas as peças”, destacou.

    Lídia Brito

    Deixe sua opnião